PRINCÍPIO DO DESCANSO

“Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim te aprouve. Todas as coisas me foram entregues por meu Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar. Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mateus 11:25-30)

A Bíblia mostra um convite de libertação para que cadeias sejam quebradas. Esse convite é específico, é para um grupo de pessoas específicas: todos os que estão cansados, sobrecarregados, que têm pesos sobre os ombros, que estão desesperados, desanimados. A estes, Jesus chama: “Vinde a mim”.

Não é fácil cumprir o Princípio do Descanso, de levar tudo ao Pai no corre-corre do mundo atual. Porém, tudo na vida tem um motivo e um objetivo. A Bíblia é um livro de direções e de Princípios. É por isso que tudo que está escrito na Palavra tem um objetivo. “Tudo que foi escrito, para nosso ensino foi escrito.” (Romanos 15:4)

Deus quer que conheçamos Suas direções e Seus Princípios, pois um povo que tem conhecimento vive mais. “O meu povo perece, porque lhe falta o conhecimento.” (Oséias 4:6). Esse viver mais está relacionado à guarda dos Princípios espirituais. O salmista disse: “Os teus princípios para mim são vida e por isso os escondi no meu coração para que eu não peque.” (Salmo 119:11)

Guardar a Palavra no coração para não pecar é para aqueles que cumprem os Princípios. Quem não conhece Princípios peca e morre, porque vive no salário do pecado. Mas aqueles que obedecem vivem bem, sadiamente. Por que esse ensinamento? Por causa do princípio: o salário do pecado é a morte.

Deus escreveu Seus Princípios não para agradar intelectuais, eruditos, cultos. Os Princípios foram escritos para aqueles que nasceram de novo. Você nasceu de novo? Então este princípio e todos os outros que estão na Palavra de Deus são para você. Pelos Princípios, vamos viver mais e viver bem.

SHABAT – PRINCÍPIO DE DESCANSO NO SENHOR

O Senhor nos deu um princípio para descansarmos: o Shabat. O Shabat é uma visão de privilégio. O Mestre diz: “... e encontrareis descanso para a vossa alma”. (Mateus 11:29). O descanso da sua alma é Yeshua. Você está passando por algum problema? Saiba que nenhum problema é maior que a solução. Mesmo que a solução ainda não tenha chegado, você tem uma promessa: descansar no Senhor. Yeshua é o seu descanso e isso é o princípio do Shabat.

Muitos que se dizem teólogos, entendidos e cultos ainda não compreenderam isso. Deus não revelou Seus segredos aos sábios, mas aos pequeninos. Por que aos pequeninos? Porque eles não colocam dificuldades, nem racionalismos, nem indagações para Deus. Os pequeninos são aqueles que guardam no coração duas coisas: mansidão e humildade.

Mansidão e humildade são Princípios para descanso psicológico, emocional, afetivo. O que tem prendido o homem a uma vida cheia de problemáticas, estresse e desorientação é a falta do descanso. Por isso, o Senhor quer orientar-nos. E Ele fala que essa orientação não é para quem é sábio ou entendido, é para quem é humilde e manso. Você pode até ser sábio e entendido, mas também tem que ser manso e humilde. Ou pode ser ignorante e inculto, e não ter nada de simplicidade, mansidão e humildade. Deus quer encontrar no seu coração a mansidão e a humildade.

O Senhor nos diz neste tempo que precisamos ter uma visão de quem é o Filho. Ninguém conhece o Pai senão o Filho e ninguém conhece o Filho senão o Pai. Os dois falam da mesma essência e dos mesmos Princípios. Mas, o texto diz que o Filho é conhecido por “aquele a quem o Filho o quiser revelar.” O Filho Se deu a revelar a algumas pessoas e você é uma delas. O Filho está dando-nos os Seus Princípios e trazendo luz ao nosso entendimento. Você tem recebido essa revelação. Isso é um privilégio!

O CARÁTER DO PAI É REVELADO AOS FILHOS

E, a quem o Filho Se revelou, o caráter do Pai se revelou no mesmo nível. Quem conhece ao Filho, conhece o Pai, pois os dois são um (João 14:7-11). Isso fala de essência e de conhecimento dos Princípios de Deus.

O Filho veio revelar o caráter do Pai e todos nós vamos nos parecer com o Pai, em Seu caráter. Deus não está procurando quem é o mais sábio ou quem tem os melhores discursos, Deus está procurando filhos para revelar o Seu caráter, essência e Princípios. Você que é filho de Deus tem o direito de receber do Filho, Jesus, a revelação do caráter do Pai no seu caráter e de viver segundo os Princípios de Deus.

Isso só é possível porque o Pai conhece o Filho e o Filho conhece o Pai, completamente. Onde está o princípio disso? No conhecimento da identidade. Eu tenho que conhecer aquele que me legitimou. Quando conhecemos a identidade um do outro, a verdade se manifesta.

O texto de João 8 diz: “Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” Não existirá libertação se não houver o conhecimento da verdade. O conhecimento é a vivência do Princípio. Muitas pessoas sabem que Jesus salva e liberta, mas não são salvas nem libertas. Por quê? Porque não aceitaram, não viveram o Princípio. Sabem a verdade, mas lhes falta o conhecimento, a ação, a mudança.

O Senhor tem nos dado conhecimento nestes dias e “Toda a terra será cheia do conhecimento do Senhor como as águas cobrem o mar” (Isaías 11:9). Nós encheremos as praças, as ruas com pessoas sedentas de Deus para que o conhecimento as alcance e as liberte. Porém, até o conhecimento da verdade ser estabelecido em nosso caráter, viveremos uma guerra, porque a primeira coisa que olhamos é a circunstância. Mas, mesmo olhando para a circunstância, precisamos andar pelos Princípios de Deus que mudam circunstâncias.

Não estaríamos falando em Princípios e conhecimento se não houvesse um porquê e um para quê. O objetivo de Deus com o conhecimento é trazer libertação. Deus não quer ninguém preso em cadeias: cadeias do medo, das enfermidades, dos problemas, das angústias.

A Bíblia nos mostra um convite de libertação para que cadeias sejam quebradas. “Vinde a mim”. Essa visão de privilégio, de reconhecer o Shabat como descanso, mostra os motivos de Jesus, o porquê dEle chamar aqueles que já conheceram o Filho: para lhes dar a libertação específica do cansaço e da opressão.

A opressão é um peso oriundo de algum fato ou alguma pessoa. Porém, Jesus o chama para desoprimi-lo, para ensinar-lhe o caminho do descanso, para ensinar-lhe a viver a Palavra, a tornar reais em sua vida os Princípios Bíblicos que você já conhece, mas que, às vezes, não vive.

Deus quer trazer alívio para sua alma. Se Deus o convida, é porque Ele pode dar o banquete. Creia que o convite é legítimo e a promessa também. O Senhor quer trazer alívio psicológico para você conseguir decidir, produzir e prosperar. Deus já decidiu isso, e se você decidir com Ele, haverá alívio e descanso para a sua alma.

O nosso jugo e a nossa carga são muito pesados. Mas, Jesus tem uma troca para fazer conosco. Ele toma nosso jugo pesado e nos dá um jugo suave; toma nossa carga pesada e nos dá uma carga leve. Só o Senhor Jesus faria uma troca dessas! Entregue a sua causa nas mãos dAquele que sabe resolver, pois Ele tem o melhor. Você pode até dizer que já entregou, mas, então, por que está com este peso no coração? Entregue! A entrega não é com a razão humana, é pela fé, para os que confiam em Deus. O Senhor tem reservado para você o descanso e o alívio. Não hesite, atenda o convite do Mestre!


 

Últimas Noticias

Sexta, 21 de Junho de 2013

Terça, 11 de Junho de 2013